Práticas Budistas e Melhoria do Sono

postado por Santhiago Cavalcanti / 14 comentários

Intervenções clínicas baseadas no budismo (IBB) podem ajudar no controle das desordens de ansiedade e das alterações do sono, como insônia, dificuldade de iniciar e/ou manter o sono. As IBB também melhoram o sentir-se bem psicologicamente, a função cognitiva e a capacidade de regulação das emoções, em populações adultas. O aumento do uso de práticas budistas associadas às questões de saúde pode dever-se a: migração transnacional com maior diversidade ética e cultural, orientação budista mais como filosofia que como ofício e dogmas, semelhança entre budismo e terapia cognitivo comportamental (TCC), novas intervenções para melhorar os resultados dos tratamentos psicoterápicos (que têm grande abandono), efeitos da meditação budista na neurofisiologia cerebral, prática espiritual melhorando a saúde psicológica, e divulgação internacional do budismo por Dalai Lama  e Thich Nhat Hanh.

Implementação clínica dos princípios e práticas budistas, focadas na sabedoria (redefinir o eu e a realidade), meditação (treinar e acalmar a mente) e consciência ética (disciplina com desenvolvimento de pensamentos e comportamentos construtivos relacionados a generosidade, paciência e compaixão), que estão presentes em qualquer prática budista das diferentes escolas.

Sabe-se que o desenvolvimento do desapego pode acarretar maiores níveis de atenção, aceitação, não reação, autocompaixão, sentir-se bem subjetivamente. Assim como a compreensão da impermanência também pode ajuda na melhora da resiliência, com aceitação da transitoriedade e a natureza preciosa da existência humana. Sabemos que os conceitos de não eu e vazio são complexos e difíceis de assimilação por nós ocidentais, mas a prática regular da meditação pode torna-los mais compreensíveis.

Objetivo do Curso: Fundamentado nos princípios da sabedoria, meditação e consciência ética, desenvolver práticas que cultivem a consciência ética, paciência (um estado além da esperança, medo e desejo de modificar o momento presente), generosidade (dedicação e doação incondicional), loving kindness= metta (desejo de que todos os seres tenham felicidade/desejos de bem estar para todos) e compaixão, bem como a familiarização dos conceitos de impermanência e vazio. Abordar e orientar pessoas com grau leve a moderado de estresse e queixas de alterações do sono como dificuldade para pegar no sono e despertar precoce pela manhã, com o objetivo de melhorarem o crescimento no agenciamento pessoal e a disposição para abandonar padrões comportamentais rígidos e repetitivos, com compreensão sobre a impermanência e o vazio e assim, melhorar a qualidade do sono e de vida. 

Método utilizado:

Quatro encontros, realizados 1 vez por semana, em grupo e com no máximo 15 pessoas, com 90 minutos de duração cada, assim distribuídos:

05 minutos: Relaxamento
20  minutos: Meditação conduzida
05 minutos: Chá
60 minutos: Roda de discussão

Conteúdo:

Primeiro encontro: discussão sumária sobre os conceitos do sono e estress.
Segundo encontro: correlação entre conceitos budistas e alterações do sono durante o envelhecimento.
Terceiro encontro: como intervir no cotidiano a partir de práticas budistas (sabedoria, meditação e consciência ética), para melhorar a qualidade do sono.
Quarto encontro: a prática e a compreensão da sabedoria, meditação e consciência ética, interferindo nos hábitos repetitivos.

Quando? 3/10, 10/10, 17/10 e 24/10
Horários: 19:30 às 21:00
Valor: R$140,00 (em cheque ou dinheiro)

O curso será conduzido pelo médico Carlos Viegas, especialista em medicina do sono.

As inscrições podem ser feitas presencialmente em nossa secretaria.