Palestra: as usinas nucleares dizem não à vida

postado por Cris / no comentários

Palestra: dia 10/10, no salão do Templo Budista de Brasília, de 10h-12h

Budistas e amigos/amigas  do Templo Budista Terra Pura,

Gostaria de convidá-los para uma conversa sobre Usinas Nucleares!

Apesar do Monge Sato já ter falado muitas vezes a vocês do acidente na usina nuclear de Fukushima em 2011, no Japão, vocês devem estar estranhando este convite… É um assunto tão técnico e difícil e tão distante de nossa realidade cotidiana… E quem sou eu para tomar a liberdade de convidá-los?
O que acontece é que nos dias 27 e 28 de outubro próximos haverá um seminário no Senado. E eu gostaria de lhes falar sobre a razão e a importância desse seminário.

Vejam como o seminário poderá ser apresentado no folder que está sendo preparado:
“A produção de eletricidade com energia atômica é um tema insuficientemente discutido no Brasil. A manipulação dessa energia teve inicialmente objetivos bélicos, na construção da arma mais destruidora que o ser humano já inventou. E a cultura do segredo, própria a tudo que se vincula à defesa dos países, marcou, em todo o mundo, também a pesquisa sobre o uso pacifico da energia nuclear. Começaram então a ocorrer acidentes graves e, com eles, catástrofes sociais e ambientais. Mas esses riscos vêm sendo minimizados, para se evitar o pânico”.

O Seminário é promovido por alguém que vocês conhecem e acredito que admirem: o Senador Cristovam Buarque, que é atualmente Presidente da Comissão de Ciência e Tecnologia do Senado. Ele nos diz: “os governantes não podem ignorar esses riscos, sob pena de enganarem a si mesmos e traírem a confiança da sociedade”.

E eu diria que nós, da sociedade, também não podemos ignorá-los, até para exigir que nossos governantes tomem as decisões adequadas a respeito.

Eu completaria citando de novo o folder: “Graças ao apoio de Fundações europeias, debateremos com reconhecidos especialistas de países que sofreram ou temem sofrer experiências negativas com a energia nuclear. Poderemos assim, já com atraso, dar mais consistência ao necessário exame objetivo dessa questão no Brasil, para evitar surpresas de enorme custo social e econômico.”

Estou dizendo em toda parte que esta é uma oportunidade imperdível, pela qualidade excepcional dos convidados estrangeiros. E isto especialmente para quem mora em Brasília: o seminário será realizado no Interlegis, ao lado do Senado (o programa completo aparecerá no site do Senado, e poderá ser acompanhado também pela Internet).

Para quem se interessar, tomo a liberdade de lhes indicar um artigo meu que foi publicado na seção Tendências e Debates da Folha de São Paulo do dia 22 de setembro último: “mistura explosiva”. Ele pode ser lido no: http://www.brasilcontrausinanuclear.com.br/2015/09/22/mistura-explosiva/
Nele relaciono os problemas do nuclear com a prisão, por corrupção, do Presidente licenciado da Eletronuclear, que constrói Angra 3 e opera Angra 1 e 2.

Ia me esquecendo: a conversa será no salão inferior do Templo, no sábado dia 10 de outubro, das 10,30 às 12 horas.

Esperando vê-los por lá, agradeço sua atenção, Chico Whitaker